Seleccionar página

Joao Almeida, entrevista para o Bodaf

www.joaoalmeidafotografia.com            Facebook             Instagram

©JOAO ALMEIDA

©JOAO ALMEIDA

Queremos saber um pouco mais de como começaste na fotografia y como chegaste à fotografia de casamento.

Nasci e cresci num cinema e a imagem sempre fez parte da minha vida. A fotografia de casamentos desde sempre me fascinou pela confiança que tive por parte dos noivos que sempre me deixaram experimentar novas abordagens e estilos.

Quais são os teus fotógrafos de referência?

Esta é talvez a questão mais difícil de responder porque sempre estive habituado a aprender com muitos fotógrafos de estilos, personalidades e resultados diferentes, como por exemplo um clássico Cartier-Bresson, ou Ansel Adams pela forma como tentou dominar a luz com a sua simplicidade.

Como é que foste criando o teu estilo?  

O meu estilo foi evoluindo com o passar do anos e da experiência. Sempre me inspirei no que me rodeia, não só na fotografia. Algo marcante como Rembrant pela forma como trabalhava a luz.

©JOAO ALMEIDA

©JOAO ALMEIDA

Qual é o teu truque para criar empatia com os casais?

Tento ser natural e humilde e perceber cada casal. Dialogar, mostrar as fotografias que vou fazendo de forma a construir uma forte empatia.

Costumas marcar uma reunião prévia?

Sim, é aí que começa a construção do dia mais importante da vida do casal. É é nesse encontro que crio empatia e tento perceber a personalidade do casal e até onde estamos dispostos a ir criativamente.

Fazes sessão de noivos?

Sim, e adoro 🙂

©JOAO ALMEIDA

©JOAO ALMEIDA

Fazes outro tipo de reportagem o teus projetos pessoais?

Sim, tenho projectos pessoais que por norma não partilho (exactamente por serem pessoais) e faço outros tipos de fotografia como moda e produto.

O que é que faz com que sejas fotógrafo de casamento? Que mais-valias vês na fotografia de casamento?

Porque é um desafio permanente, cada casal é único, e na vida real não há como voltar atrás e repetir o mesmo momento.

O que é que significa para ti o Bodaf?

O Bodaf é inspiração e como ‘Redbull’ para fotógrafos, dá-nos asas para irmos mais longe.

Como vês o futuro da fotografia de casamento?

A fotografia de casamento está finalmente a deixar de ser um cliché, e são cada vez mais únicos e personalizados por cada casal.

Que equipamento utilizas?

Eu diria que o meu principal equipamento são os meus olhos, a minha cabeça e o coração, com isso qualquer equipamente fotográfico serve desde que o saibas utilizar até ao limite. Uso Nikon e Fuji.

O que é que aconselhas aos fotógrafos que estão a começar na fotografia de casamento? E o que é que recomendas aos fotógrafos mais experientes mas que estão com dificuldades?

Hoje em dia tudo evolui muito depressa e profissões muito importantes desaparecem de dia para dia e ter um profissional com experiência e com gosto que não caia na rotina fará sempre a diferença.

14632502_1515179751840874_1815636713_o

©JOAO ALMEIDA

Pedro Vilela, entrevista para o Bodaf

Comecei a fotografar há 11 anos como estagiário no Jornal Público. Era para ser 3 meses mas acabei por ficar 4 meses, depois fui fazendo algumas colaborações pontuais. Após este estágio comecei a trabalhar como fotógrafo freelancer e fotografei um pouco de tudo.

leer más

PROGRAMA

 3º Congresso Internacinal de fotógrafos y videógrafos de casamento

Oporto 25, 26 e 27 de Outubro

PROGRAMA

Registe-se

Para a Bodaf Portugal Global é importante saber quem navega no nosso portal e interage com ele.

É com este objetivo que solicitamos que se registe. Ao fazê-lo, terá acesso à leitura das nossas publicações e pode subscrever as nossas newsletters periódicas - Magazine Bodaf - Desconto...

Registe-se

Para a Bodaf Portugal Global é importante saber quem navega no nosso portal e interage com ele.

É com este objetivo que solicitamos que se registe. Ao fazê-lo, terá acesso à leitura das nossas publicações e pode subscrever as nossas newsletters periódicas - Magazine Bodaf - Desconto...