Seleccionar página

Porque é que um fotógrafo não deveria entregar as fotos em RAW?

Uma vez que este post é dirigido aos noivos, que já contrataram ou vão contratar um fotógrafo de casamento, e porque eles (os noivos) não têm que saber o que é um RAW, a não ser que estejam familiarizados com o mundo da fotografia, vamos compará-lo ao velho negativo da era analógica. Se entrássemos numa máquina do tempo ou quando revemos as fotografias da nossa comunhão, do casamento dos nossos pais ou de qualquer outro evento cujas fotos foram tiradas por um fotógrafo profissional, damo-nos conta de que só temos as cópias em papel.

Nem rasto de negativos, nem folhas de contacto, nem de nada que nos faça ter em nosso poder o material original. Se passarmos tudo isto à fotografia digital, porque é que o fotógrafo haveria de entregar os raw, o bruto sem editar? Obviamente, as razões que os noivos apresentam são financeiras, isto é, pedem os originais para evitar os custos da edição e ter um maior número de fotos. Mas não nos podemos enganar, a quantidade, na maioria das vezes, não é melhor do que a qualidade.

©MARCK PACURA

©MARCK PACURA

Usando a metáfora utilizada num artigo similar a este na página Petapixel, seria como se a um escritor lhe pedíssemos o livro sem editar, o rascunho, como todas as anotações e ideias que não usou. Quando contratamos um fotógrafo, fazemo-lo porque conhecemos o seu trabalho processado (ou pelo menos deveria ser assim). Portanto, de nada nos servirá ter mil fotografias, se não estão completas no que respeita aos ajustes que constituem a marca característica do seu autor. Estarão bem compostas, bem iluminadas, bem expostas, mas carecem de ajustes essenciais e características que as convertem em imagens únicas.

Assim, é muito importante saber como é que o fotógrafo trabalha as imagens, ver o portfólio e confirmar se vai ao encontro das ideias que o casal possa ter e, acima de tudo, confiar no seu trabalho. Porque, como profissional que é, saberá quais são as fotos que ficam melhor a preto e branco, que tons vão melhorar o ambiente criado, que reenquadramentos (quando são necessários) são adequados e também, sem fazer retoques excessivos, eliminar as pequenas imperfeições com naturalidade.

© OLI SAMSON

© OLI SAMSON

Ao entregar todas as imagens sem editar é um erro que os fotógrafos cometem, porque leva a que o seu trabalho não seja valorizado e como consequência que os noivos se dêem conta que essas fotografias não têm nada de especial comparativamente com outras (não profissionais).

É muito importante saber valorizar o trabalho de um fotógrafo, que é muito mais do que as doze ou treze horas que possa durar o casamento. É necessário ter em conta o tempo de trabalho prévio, assim como o labor posterior de seleção de imagens e edição para que o círculo se feche e fique completo.

Um fotógrafo não aspira a ser como o Miguel Ângelo quando deixava as suas esculturas inacabadas, não quer que as suas fotos sejam como os livros de desenhos infantis que as crianças têm de completar e pintar.

©JOAO ALMEIDA

©JOAO ALMEIDA

Uma imagem fotográfica começa com o olho do fotógrafo, continua com a captação e registo na máquina e termina no computador adornada com os ajustes necessários para se transformar numa obra polida e acabada. Os noivos devem ter tudo isto muito em conta no momento de contratar um profissional.

Apresentamos estas imagens de diferentes fotógrafos de casamento da Bodaf. Como podem ver, cada fotógrafo tem a sua forma de rematar a imagem, cada fotógrafo deixa a sua marca na impressão, no processamento, numa obra polida e acabada.

Pedro Vilela, entrevista para o Bodaf

Comecei a fotografar há 11 anos como estagiário no Jornal Público. Era para ser 3 meses mas acabei por ficar 4 meses, depois fui fazendo algumas colaborações pontuais. Após este estágio comecei a trabalhar como fotógrafo freelancer e fotografei um pouco de tudo.

leer más
Registe-se

Para a Bodaf Portugal Global é importante saber quem navega no nosso portal e interage com ele.

É com este objetivo que solicitamos que se registe. Ao fazê-lo, terá acesso à leitura das nossas publicações e pode subscrever as nossas newsletters periódicas - Magazine Bodaf - Desconto...

Registe-se

Para a Bodaf Portugal Global é importante saber quem navega no nosso portal e interage com ele.

É com este objetivo que solicitamos que se registe. Ao fazê-lo, terá acesso à leitura das nossas publicações e pode subscrever as nossas newsletters periódicas - Magazine Bodaf - Desconto...